Nossa História

Simpósio de Liderança em Conservação e I Encontro de Egressos do Mestrado Profissional (2019)

Fizemos parte de um grupo pioneiro ao trazer o tema Biologia da Conservação para o Brasil (1996)

Nossa Trajetória
Our Trajectory
Desde o início, em 1992, o IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas sempre teve a educação como parte de sua estratégia de promover a conservação da biodiversidade. Em 1996, o IPÊ criou o CBBC – Centro Brasileiro de Biologia da Conservação com objetivo de dar escala ao propósito de compartilhar o conhecimento de aplicação prática, por meio de mais de 40 cursos de curta duração.

Os cursos da ESCAS têm como foco os temas em que o Instituto está na linha de frente, como: pesquisa científica aplicada nas áreas de biologia da conservação, restauração de paisagem, desenvolvimento sustentável, educação ambiental, alternativas sustentáveis de renda para comunidades, mercados de carbono e apoio à criação de políticas públicas.
Since the beginning, in 1992, IPÊ – Institute for Ecological Research has always had education as part of its strategy to promote the conservation of biodiversity. In 1996, IPÊ created the CBBC – Brazilian Center for Conservation Biology to scale the purpose of sharing knowledge of practical application, through more than 40 short courses.

ESCAS courses focus on topics in which the Institute is at the forefront, such as: applied scientific research in the areas of conservation biology, landscape restoration, sustainable development, environmental education, sustainable income alternatives for communities, carbon market and support the creation of public policies.

Mestrado Profissional

Em 2008, com o início da primeira turma do Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável(stricto sensu) surge a ESCAS – Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade, com apoio dos empresários Guilherme Leal e Luiz Seabra.

A partir de 2009, a ESCAS passa a contar com o mestrado profissional turma Bahia, por meio de parceria com o Instituto Arapyaú e mais recentemente, desde 2015, com a Veracel Celulose. Mais de 70 profissionais já se tornaram mestres no curso da ESCAS-Bahia.

Como uma Organização Não-Governamental, ao desenvolver e realizar um mestrado profissional próprio, o IPÊ mais uma vez implementa algo inédito e – mais de 10 anos depois – ainda exclusivo no setor educacional.

Mais de 150 profissionais se tornaram lideranças em sustentabilidade, no primeiro mestrado profissional do país com foco nas áreas de Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável.

Professional Master's

In 2008, at the start of the first class of the Professional Master’s Degree in Biodiversity Conservation and Sustainable Development (stricto sensu), ESCAS – School of Environmental Conservation and Sustainability was created, with the support of executives Guilherme Leal and Luiz Seabra.

As of 2009, ESCAS starts the professional master’s degree in Bahia, in a partnership with Instituto Arapyaú and recently, since 2015, also with Veracel Celulose. More than 70 professionals have already graduated in the ESCAS-Bahia course.

As a Non-Governmental Organization, by developing and carrying out its own professional master’s degree, IPÊ once again implements something unprecedented and – more than 10 years later – still unique for the educational sector.

More than 150 professionals became sustainability leaders, in the country’s first professional master’s degree focused on the areas of Biodiversity and Sustainable Development.

Negócio de Impacto

Para fomentar o desenvolvimento de novos modelos de negócios comprometidos com a sustentabilidade, em 2012, a ESCAS abriu as inscrições para a primeira turma de pós-graduação em Gestão de Negócios Socioambientais (lato sensu). Desde o início, o curso apresentou entre os diferenciais a parceria no apoio pedagógico do CEATS/FEA/USP – Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor, da FEA/USP – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. A criação do curso também contou com a parceria da Artemísia – Negócios de Impacto.

Em 10 anos de pós-graduação, mais de 60 profissionais tornaram-se lideranças na Gestão de Negócios Socioambientais. A pós-graduação tem como propósito empoderar os alunos, a partir da construção, em conjunto com cada turma, de uma base sólida capaz de subsidiar a busca ou ainda a criação das próprias soluções.

Desde 2010, a ESCAS reúne todos os cursos do IPÊ, Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável (stricto sensu) conceito 4 CAPES (escala até 5), Pós-graduação em Gestão de Negócios Socioambientais (lato sensu), cursos de extensão, iniciativas para o público internacional, além das formações in company.

Impact Business

To encourage the development of new business models committed to sustainability, ESCAS opened registration for the first postgraduate class in Social and Environmental Business Management (Lato sensu) in 2012. From the very beginning, one of the course’s differentials was the partnership in the pedagogical support of CEATS/FEA/USP – Center for Social Entrepreneurship and Administration in the Third Sector, of FEA/USP – Faculty of Economics, Administration and Accounting of Universidade de São Paulo. The course was also created in partnership with Artemísia – Negócios de Impacto.

More than 60 professionals have become leaders in Social and Environmental Business Management in ten years of postgraduate classes. The postgraduate course aims to empower students, from the construction of a solid base together with each class, capable of subsidizing research and creation of their own solutions.

Since 2010, ESCAS assembles all IPÊ courses, Professional Master’s in Biodiversity Conservation and Sustainable Development (Stricto sensu) concept 4 CAPES (up to 5), Postgraduate in Social and Environmental Business Management (Lato sensu), extension courses, initiatives for international public and in-company training.
Nossa Trajetória
Desde o início, em 1992, o IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas sempre teve a educação como parte de sua estratégia de promover a conservação da biodiversidade. Em 1996, o IPÊ criou o CBBC – Centro Brasileiro de Biologia da Conservação com objetivo de dar escala ao propósito de compartilhar o conhecimento de aplicação prática, por meio de mais de 40 cursos de curta duração.

Os cursos da ESCAS têm como foco os temas em que o Instituto está na linha de frente, como: pesquisa científica aplicada nas áreas de biologia da conservação, restauração de paisagem, desenvolvimento sustentável, educação ambiental, alternativas sustentáveis de renda para comunidades, mercados de carbono e apoio à criação de políticas públicas.

Mestrado Profissional

Em 2008, com o início da primeira turma do Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável(stricto sensu) surge a ESCAS – Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade, com apoio dos empresários Guilherme Leal e Luiz Seabra.

A partir de 2009, a ESCAS passa a contar com o mestrado profissional turma Bahia, por meio de parceria com o Instituto Arapyaú e mais recentemente, desde 2015, com a Veracel Celulose. Mais de 70 profissionais já se tornaram mestres no curso da ESCAS-Bahia.

Como uma Organização Não-Governamental, ao desenvolver e realizar um mestrado profissional próprio, o IPÊ mais uma vez implementa algo inédito e – mais de 10 anos depois – ainda exclusivo no setor educacional.

Mais de 150 profissionais se tornaram lideranças em sustentabilidade, no primeiro mestrado profissional do país com foco nas áreas de Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável.

Negócio de Impacto

Para fomentar o desenvolvimento de novos modelos de negócios comprometidos com a sustentabilidade, em 2012, a ESCAS abriu as inscrições para a primeira turma de pós-graduação em Gestão de Negócios Socioambientais (lato sensu). Desde o início, o curso apresentou entre os diferenciais a parceria no apoio pedagógico do CEATS/FEA/USP – Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor, da FEA/USP – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. A criação do curso também contou com a parceria da Artemísia – Negócios de Impacto.

Em 10 anos de pós-graduação, mais de 60 profissionais tornaram-se lideranças na Gestão de Negócios Socioambientais. A pós-graduação tem como propósito empoderar os alunos, a partir da construção, em conjunto com cada turma, de uma base sólida capaz de subsidiar a busca ou ainda a criação das próprias soluções.

Desde 2010, a ESCAS reúne todos os cursos do IPÊ, Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável (stricto sensu) conceito 4 CAPES (escala até 5), Pós-graduação em Gestão de Negócios Socioambientais (lato sensu), cursos de extensão, iniciativas para o público internacional, além das formações in company.
Our Trajectory
Since the beginning, in 1992, IPÊ – Institute for Ecological Research has always had education as part of its strategy to promote the conservation of biodiversity. In 1996, IPÊ created the CBBC – Brazilian Center for Conservation Biology to scale the purpose of sharing knowledge of practical application, through more than 40 short courses.

ESCAS courses focus on topics in which the Institute is at the forefront, such as: applied scientific research in the areas of conservation biology, landscape restoration, sustainable development, environmental education, sustainable income alternatives for communities, carbon market and support the creation of public policies.

Professional Master's

In 2008, at the start of the first class of the Professional Master’s Degree in Biodiversity Conservation and Sustainable Development (stricto sensu), ESCAS – School of Environmental Conservation and Sustainability was created, with the support of executives Guilherme Leal and Luiz Seabra.

As of 2009, ESCAS starts the professional master’s degree in Bahia, in a partnership with Instituto Arapyaú and recently, since 2015, also with Veracel Celulose. More than 70 professionals have already graduated in the ESCAS-Bahia course.

As a Non-Governmental Organization, by developing and carrying out its own professional master’s degree, IPÊ once again implements something unprecedented and – more than 10 years later – still unique for the educational sector.

More than 150 professionals became sustainability leaders, in the country’s first professional master’s degree focused on the areas of Biodiversity and Sustainable Development.

Impact Business

To encourage the development of new business models committed to sustainability, ESCAS opened registration for the first postgraduate class in Social and Environmental Business Management (Lato sensu) in 2012. From the very beginning, one of the course’s differentials was the partnership in the pedagogical support of CEATS/FEA/USP – Center for Social Entrepreneurship and Administration in the Third Sector, of FEA/USP – Faculty of Economics, Administration and Accounting of Universidade de São Paulo. The course was also created in partnership with Artemísia – Negócios de Impacto.

More than 60 professionals have become leaders in Social and Environmental Business Management in ten years of postgraduate classes. The postgraduate course aims to empower students, from the construction of a solid base together with each class, capable of subsidizing research and creation of their own solutions.

Since 2010, ESCAS assembles all IPÊ courses, Professional Master’s in Biodiversity Conservation and Sustainable Development (Stricto sensu) concept 4 CAPES (up to 5), Postgraduate in Social and Environmental Business Management (Lato sensu), extension courses, initiatives for international public and in-company training.

Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.